Águas de janeiro: Capitólio, Capitólios!

Capitólio - MG! Um guia completo com tudo para a sua viagem! - Melhores  Destinos

Janeirão começou com a lembrança de um ano de um ato de ameaça à democracia, nos EUA, com a invasão ao prédio do parlamento, o Capitólio. Coincidentemente na mesma semana, aqui no Brasil assistimos à tragédia em Capitólio(MG), quando um paredão de pedra desmoronou sobre barcos de turistas.

Os dois casos se irmanam não somente nos nomes, mas no fato de serem tragédias anunciadas. Lá e cá os indícios de que algo grave iria acontecer estavam sendo mostrados.

Mas, para além das coincidências e dos seus indícios não nos custa lembrar que a nossa velha, mas cada vez mais necessária democracia, está sob frequente ameaça.

Neste 2022, as águas de março chegaram em janeiro, arrastando vidas, esperanças, moveis e utensílios. A maioria das tragédias, Brasilzão afora poderiam, e deveriam, ter sido evitadas. Por que não o foram? Políticos-governantes-mandatários-gestores nunca, nunca, fazem nada para prevenir. Isso é criminoso.

No Brasil, nos estados, nos municípios, não há politica habitacional decente; não existem politicas sociais decentes. Não existem politicas, só políticos, e sua velhas, carcomidas, e condenáveis praticas clientelistas, eleitoreiras, de autopromoção, e autosustentação.

Claro que nos cabe como cidadãos, eleitores, povo, enfim, sermos mais atuantes. Já passou da hora de sermos, coadjuvantes, aprendizes do sistema democrático. Temos que ser mais vibrantes. Temos que ir a luta. Todo dia, o tempo todo. Em todo lugar deste país-continente, de desigualdades nutrido. (LR)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *